terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Você está revestido de poder? - Paul Washer

Refletindo sobre o cristianismo...


A segunda perseguição, sob Trajano, 108 d.C.
Na terceira perseguição, Plínio o Jovem, homem erudito e famoso, vendo a lamentável matança de cristãos, e movido por ela à compaixão, escreveu a Trajano, comunicando-lhe que havia muitos milhares deles que eram mortos a diário, que não tinham feito nada contrário à lei de Roma, motivo pelo qual não mereciam perseguição. "Tudo o que eles contavam acerca de seu crime ou erro (como deva chamar-se) só consistia nisto: que costumavam reunir-se em determinado dia antes do amanhecer, e repetirem juntos uma oração composta de honra de Cristo como Deus, e em comprometer-se por obrigação não certamente a cometer maldade alguma, senão ao contrário, a nunca cometer furtos, roubos ou adultério, a nunca falsear a palavra, a nunca defraudar ninguém; depois do qual era costume separar-se, e voltar a reunir-se depois para participar em comum de uma comida inocente".
Nesta perseguição sofreram o bem-aventurado mártir Inácio, quem é tido em grande reverência entre muitos. Este Inácio tinha sido designado para o bispado de Antioquia, seguindo a Pedro na sucessão. Alguns dizem que ao ser enviado da Síria para a Roma, porque professava a Cristo, foi entregue às feras para ser devorado. Também se diz dele que quando passou pela Ásia (a atual Turquia), estando sob o mais estrito cuidado de seus guardiões, fortaleceu e confirmou as igrejas por todas as cidades por onde passava, tanto com suas exortações como predicando a Palavra de Deus. Assim, tendo negado a Esmirna, escreveu à Igreja de Roma, exortando-os para que não empregassem médio algum para libertá-lo de seu martírio, não fosse que o privassem daquilo que mais anelava e esperava. "Agora começo a ser um discípulo. nada me importa das coisas visíveis ou invisíveis, para poder somente ganhar a Cristo. Que o fogo e a cruz, que manadas de bestas selvagens, que a ruptura dos ossos e a dilaceração de todo o corpo, e que toda a malícia do diabo venham sobre mim; assim seja, se só puder ganhar a Cristo Jesus!". E inclusive quando foi sentenciado a ser lançado às feras, tal era o ardente desejo que tinha de padecer, que dizia, cada vez que ouvia rugir os leões: "Sou o trigo de Cristo; vou ser moído com os dentes de feras selvagens para que possa ser achado pão puro".
Adriano, o sucessor de Trajano, prosseguiu esta terceira perseguição com tanta severidade como seu antecessor. Por volta desta época foram martirizados Alexandre, bispo de Roma, e seus dois diáconos; também Quirino e Hermes, com suas famílias; Zeno, um nobre romano, e por volta de outros dez mil cristãos.
Muitos foram crucificados no Monte Ararate, coroados de espinhos, sendo traspassados com lanças, em imitação da paixão de Cristo. Eustáquio, um valoroso comandante romano, com muitos êxitos militares, recebeu a ordem de parte do imperador de unir-se a um sacrifício idólatra para celebrar algumas de suas próprias vitórias. Porém sua fé (pois era cristão de coração) era tanto maior que sua vaidade, que recusou nobremente. Enfurecido por esta negativa, o ingrato imperador esqueceu os serviços deste destro comandante, e ordenou seu martírio e o de toda sua família.
No martírio de Faustines e Jovitas, que eram irmãos e cidadãos de Bréscia, tantos foram seus padecimentos e tão grande sua paciência, que Calocério, um pagão, contemplando-os, ficou absorto de admiração e exclamou, num arrebato: "Grande é o Deus dos cristãos!", pelo qual foi preso e foi-lhe feito sofrer parelha sorte.   (O livro dos Mártires, John Fox)

Queridos, foi movido e comovido pelo espirito do cristianismo primitivo, que me pareceu oportuno registrar aqui parte desse material de John Fox. Essa foi  apenas uma pequena amostra da opressão sofrida pelos cristãos por longos e longos séculos de martírio, afim de que, nós, que professamos a fé em Cristo, que sustentamos o testemunho do evangelho, possamos repensar sobre o nosso cristianismo, o cristianismo do século XXI, que quando comparado as primícias do cristianismo primitivo, torna-se tão vazio e leviano. Um contraste vergonhoso!
Contraste vergonhoso quando percebo "cristãos" com vergonha de carregar uma Bíblia publicamente; quando vejo "cristãos" lotando igrejas, não para honrarem a Cristo, mas para reivindicar bênçãos financeiras; quando vejo "cristãos" batendo a porta na cara de um pedinte; quando vejo "cristãos" assistindo programas de TV que fazem apologia ao adultério, as drogas e a fragmentação familiar, enquanto o diabo trabalha astutamente ceifando almas; quando vejo "cristãos" mercadejando a Palavra de DEUS, A Qual os mártires pagaram com a vida para que Ela sobrevivesse.
Minha oração é para que esse espirito do cristianismo primitivo possa nascer dentro de nós, para que possamos sair do conforto e comodismo deste século em prol daqueles que não conhecem a verdade, em prol dos necessitados, dos enfermos, dos famintos, dos oprimidos, e ainda que em parte, aliviar um pouco o julgo das diferenças sociais, raciais e intelectuais imposta sobre eles. Não podemos ficar estáticos e indiferentes aos sofrimentos, não somente daqueles que viveram antes de nós, como também aos que estão entre nós. E como disse Jesus: Aquele que crê em Mim fará também as obras que Eu faço. João 14:12

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Cristianismo ou mundanismo?


    É lastimável quando olho para o cristianismo do século XXI e percebo que ele baseia-se mais numa cultura sem DEUS do que na comunhão do Espírito Santo, pela diretriz e veracidade da Sua Palavra. Hoje, ser “cristão” virou moda. Se pesquisarmos em nossas cidades, 90% das pessoas afirmarão ser cristãs, no entanto, nunca conheceram a DEUS verdadeiramente e nem sabem se existe algum Espírito Santo que exorta e os direciona para um caminho de santidade. Também existem aqueles que se intitulam “cristãos” porque fazem parte de um grupo de jovens, que está mais interessado em encontrar com os amigos do que ouvir o evangelho e colocá-lo em prática a fim de edificar seu crescimento na verdade.
    Há aqueles que são “cristãos” dentro da igreja, mas das portas pra fora passam despercebidos, vivendo no mundo, falando como o mundo e cheirando ao mundo, quando eram pra exalar a boa fragrância de Cristo e serem reconhecidos pelo santo procedimento, sem a necessidade de falar!
    Há aqueles, que vivem um “cristianismo” apenas baseado em musicas e livros gospel, que na maioria das vezes, nem se quer mencionam o Nome de Jesus, e acabam deixando de lado O Livro Da Vida (a Bíblia), considerando-o ultrapassado e obsoleto. Enchem a boca para dizer que DEUS É AMOR, mas omitem para si mesmo que Ele também É FOGO CONSUMIDOR. Dt.4:24  Preferem ver a cruz como um símbolo que representa o quanto somos valiosos, mas não percebem que ela mostra o quanto somos depravados! Para quem pensa que eu estou equivocado, vamos às Escrituras:

    Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela. MT.7:13-14

    Como podemos ver, não somente a porta é estreita, mas o caminho é apertado. E o que isso significa? Significa que você não será salvo por fazer parte de um grupo jovem; que você não será salvo por se envolver em todos os eventos da sua igreja; que você não será salvo porque o seu pastor disse que você será; que você não será salvo porque fez uma oração ou professa O Nome de Jesus publicamente, porque nem todo o que Lhe diz: Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos Céus, mas sim aqueles que fazem a vontade de Seu Pai que estás nos Céus. Mt.7:21 Você será salvo se entrar pela única porta que É Jesus Cristo e andar pelo caminho apertado (separado do mundo) que conduz para vida, o caminho da santidade mediante a ação transformadora do Espírito Santo.
  Um cristão genuíno abandona a pratica das velhas coisas, porque os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com suas paixões e concupiscências. Gl.5:24  É ridículo como muitos que se dizem “cristãos” (que até participam de cultos na igreja, falam de DEUS de uma maneira especial, são participativos nos eventos religiosos) nunca foram transformados verdadeiramente. Continuam a fazer coisas que DEUS ODEIA. Assistem a programas de tv que DEUS ABOMINA, “mas graças a DEUS eles são cristãos”! Porque ao comparar suas vidas com a dos outros “cristãos”, eles não vêem diferença. Escutam musicas mundanas, tem ídolos mundanos, frequentam lugares mundanos, usam roupas sensuais, sentam-se na roda dos zombadores, mas “graças a DEUS eles serão salvos, porque frequentam a igreja e agora são cristãos”.
    Se esse for o seu “cristianismo”, com a autoridade da Palavra de DEUS eu te digo: Você nunca foi um cristão nem tão pouco provou do Espírito Santo, mas todas as suas experiências não passaram de mera e débil emoção humana; seu coração está endurecido demais pra perceber a realidade das Escrituras, de que você, além de não ser um cristão, tem se declarado INIMIGO DE DEUS, porque os que são amigos do mundo constituem-se inimigos de DEUS. Tg.4:4 e por tal “cristianismo” o inferno anseia por esperar!
    O cristão genuíno vive num crescimento contínuo; ele anda pelo caminho apertado; ele abandona a pratica das velhas coisas; ele não vive mais para si mesmo, mas para Glória de DEUS em todo seu procedimento. Um cristão genuíno vive a realidade do Evangelho, ele não compara a sua vida com a dos outros “cristãos”, mas direciona seu caminho sob a Luz da Palavra de DEUS, que diz: Examinai-vos a vós mesmos, se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos. 2 Co.13:5  Se essas palavras perturbaram você, seu problema não é comigo, mas com DEUS E A SUA PALAVRA. Se não, elas não perturbaram seu coração, isso não sinal para comemorar, porque enganoso é o coração mais do que todas as coisas. Jr.17:9 Mas pode ser um momento oportuno para comparar sua vida a Luz da Palavra de DEUS, e, se você estiver em falta com a verdade, que o Espírito Santo possa convencê-lo do seu pecado e trazê-lo de volta a realidade do Evangelho, a fim de que, o sacrifício de Cristo não seja em vão, mas honrado em sua vida, como deve ser na trajetória de um cristão genuíno. Que O Amor de DEUS, A Graça em Cristo e A Santidade do Espírito Santo seja convosco!

domingo, 20 de novembro de 2011

A assinatura de DEUS no coração da humanidade

                                      

    Entalhei esse titulo por contemplar os atributos irrefutáveis que, além de exigir um Criador, evidenciam seguramente a Sua existência pela complexidade e ordem inteligente na criação e manutenção de todas as coisas. Sendo assim, admitir a existência de DEUS não é isoladamente um ato de fé, mas um ato inteligentíssimo; é compreender e interpretar a linguagem do instinto natural que clama por DEUS dentro de cada ser humano.
    Todo ser humano tem um conhecimento inato e autoconsciente de DEUS; até mesmo o mais cético dos homens traz em seu íntimo, pela própria natureza, uma inclinação natural (sem esforço racional) para as coisas de DEUS; um senso moral que norteia sua existência, mesmo que ele não freqüente qualquer instituição religiosa ou educacional. Essa busca do ser humano por DEUS, desde os primórdios de sua existência, não corresponde a um ato de fraqueza como muitos intelectuais afirmam categoricamente, porque esse evento não é somente observado e reconhecido desde as tribos mais primitivas, como também, nas civilizações mais evoluídas em áreas educacionais e tecnológicas.
    Em meio a tantas evidências de um Criador, pela complexidade e ordem infalível de todas as coisas, da mesma forma como um relógio exige uma vida inteligente que projetou e concluiu a sua construção, o ato de negar a existência de DEUS é sinônimo de uma mente débil e falida. Uma vez que o sujeito não conhece nem a complexidade da sua própria mente, de como acontece à construção dos pensamentos ou em que tecido cerebral ocorre às emoções, ele não tem autoridade nenhuma para negar algo infinitamente maior que sua capacidade de compreensão.
    É deplorável como algumas pessoas negam a existência de DEUS de maneira tão convicta, quando na realidade, elas nunca conheceram todos os fenômenos do universo nem os limites da relação tempo-espaço, mas apenas observaram e formularam suas débeis convicções sem nunca sair da limitada redoma do tempo. Nota: Nossa galáxia, chamada Via Láctea, contém aproximadamente 400 bilhões de estrelas que são sóis, cada um com sua família de planetas. A estrela mais próxima fica a aproximadamente 150 milhões de km de distância. Estima-se que haja 100 bilhões de galáxias como a nossa, totalizando 40 sextilhões de estrelas ou sóis no espaço. Se cada sol for o centro de um sistema solar, há 40 sextilhões de sistemas solares e muitos outros planetas e satélites no espaço.
    Dentro desse cenário tão complexo e organizado, para negar a DEUS, o sujeito precisa fazer um esforço contra seu próprio instinto inato e contra toda a ordem dos eventos naturais que ocorrem, não só na natureza, como também no mundo animal, e esse ato está mais ligado ao orgulho e egocentrismo do que a filosofia ou uma mente inteligente, porque qualquer pessoa com uma inteligência medíocre reconhecerá que não tem dentro da esfera humana e das limitações da sua própria mente, autoridade intelectual para fazer tal afirmação.
    Até mesmo a nossa luta pela continuação da existência é uma forte evidência da obra de um Criador. A nossa insatisfação com a morte é a maior prova de que fomos criados para sermos eternos, porque se a morte fosse algo natural desde o principio, inerente ao ser humano, nós a aceitaríamos tranquilamente, mas sabemos que não é assim que acontece. As nossas lagrimas diante do caos da morte, colocam por terra qualquer teoria de evolução! Parece que há um vestígio de eternidade em nosso intimo, um anseio pela longevidade; não aceitamos morrer ou perder nossos entes queridos. A Bíblia diz que DEUS colocou a eternidade no coração do homem... (Ec.3:11) Portanto, a morte não veio de DEUS, mas foi conseqüência do pecado do próprio homem, o que explica a nossa insatisfação diante do fim da vida. O intrigante, é que esse fato (de que não estamos programados para morrer) também é observado pela ciência.  Todas as nossas células possuem uma memória genética que nos faz fugir de qualquer situação que põem em risco a integridade da nossa existência. O corpo libera mais insulina e faz desencadear uma serie de mecanismos metabólicos capacitando o corpo para lutar e fugir da situação de risco; o cérebro envia mensagens urgentes para o sistema circulatório; o coração acelera seus batimentos aumentando a pressão sanguínea a fim de levar mais nutrientes para a musculatura. Tudo para fugir do risco da morte!
    Como podemos observar, DEUS deixou Sua assinatura no coração da humanidade; seja pela inteligência espiritual decorrente da fé, ou pela inteligência intelectual decorrente da razão, fato é que DEUS Se faz presente, não só na natureza, mas também dentro de todos nós; por esse motivo, o apostolo Paulo, ao observar os atributos visíveis e invisíveis da existência de DEUS, não só chama a atenção dos insensíveis, como também reprova severamente a insensatez dos rebeldes:

  Porquanto o que de DEUS se pode conhecer é manifesto entre eles, porque DEUS Lhes manifestou. Porque os atributos invisíveis de DEUS, assim o Seu eterno poder, como também a Sua Própria Divindade, claramente se reconhecem, desde o principio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis; porquanto, tendo conhecimento de DEUS, não O glorificam como DEUS, nem Lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Romanos 1:19 - 21

domingo, 16 de outubro de 2011

David Wilkerson – Chorando pela falta de discernimento das igrejas

                           

   Queridos, peço encarecidamente, que assistam a este vídeo até o fim com o coração aberto, porque em meio a tantas heresias, se não estivermos alicerçados na luz da Palavra de DEUS, haverá uma grande chance de sermos enganados; e nesse cenário onde a igreja tornou-se como um grande show, homens como David Wilkerson estarão cada vez mais raros. E como diz A Poderosa Palavra: Quem tem ouvidos, ouça o que O Espirito diz as igrejas. Ap.3:13

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A Graça que não se pode pagar


   Tenho que confessar que fiquei um tanto quanto chocado, quando abri um certo jornal da minha cidade na manhã de segunda-feira, 10 de outubro de 2011 e vi uma matéria com uma imagem semelhante a esta acima, com o titulo de: Imagem do dia, onde devotos de uma certa santa caminhavam de joelhos por cerca de quatro quilômetros para pagarem suas promessas, como ilustrou parte da matéria no Jornal: Os fiéis não apenas acompanharam a imagem da santa na procissão. Pagavam promessas de joelhos, esforçavam-se para receber água benta e até se empurravam para conseguir levar de lembrança um pedaço de corda que fica ao redor da imagem.
   Queridos irmãos em Cristo, não é minha intenção atacar a crença ou devoção religiosa de alguém, porque somos cidadãos de um país democrático onde gozamos de total liberdade religiosa. E bem sei: Que cada um de nós dará contas de si mesmo a DEUS Naquele Dia. Rm.14:12 Apenas quero, como cristão, chamar a atenção de todos que professam ter a fé em Cristo e centralizam a Bíblia como sua regra de fé e prática, a nunca tentarem pagar (seja com penitencias, com ofertas ou qualquer outra expressão) pela Graça de DEUS que nos é concedida por Meio de Cristo Jesus, que segundo a Bíblia: É O Único Mediador entre DEUS e os homens. 1Tm.2:5  Nada do que possamos vir a fazer, nos tornará dignos da Graça, porque TODOS pecaram e destituídos estão da Glória de DEUS, sendo justificados GRATUITAMENTE, por Sua Graça, mediante a redenção que Há Em Cristo Jesus. Rm.3:23
   Uma vez que tentamos retribuir O Incomensurável Favor de DEUS, estamos anulando todo sacrifício de Cristo na cruz do calvário, como diz A Poderosa Palavra: E, se é pela Graça, já não é pelas obras; do contrário, a Graça já não é Graça. Rm.11:6  O fato de DEUS ter designado Seu Filho Unigênito para pagar a nossa divida (a divida do pecado original que nos faz condenados pela nossa própria natureza carnal) elimina toda e qualquer tentativa de justificação humana. Acredite! Se pudéssemos nos justificar de alguma forma diante de DEUS, Ele teria poupado Seu Filho.
   Geralmente, nós, seres humanos, temos um problema em lidar com tudo que seja de graça. Não que a desconfiança parta de nós, mas porque estamos inseridos em um mundo hostil que nos obriga e se precaver de tudo e todos, e quando alguém aparece com uma proposta de oferta gratuita, nossa primeira reação é desconfiar e em seguida tentamos pagar de alguma forma. Mas felizmente, esse não é o conceito do Reino Celestial. DEUS nos redime do pecado gratuitamente por Meio de Cristo, não porque mereçamos, mas porque Ele É Misericordioso. Não porque somos dignos, mas porque Ele É Digno. Não porque O amamos, mas porque Ele nos amou primeiro. Porque pela Graça sois salvos, mediante a fé; e isso não vem de vós; é dom de DEUS; não de obras, para que ninguém se glorie. Ef.2:8 e 9

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O inferno é necessário.

                                     

   O inferno é um dos assuntos mais intrigantes no que diz respeito À Palavra de DEUS; já ouvi de tudo sobre o inferno. Uns questionam, outros negam, e a maioria zomba. Hoje, no século XXI, o inferno tem sido alvo de piadinhas e na maioria das vezes é tratado como uma fábula (por se tratar de algo irreal no conceito de uma sociedade extremamente incrédula e materialista).
   Mas o assunto ‘inferno’, também permeia pelas mentes de pessoas crédulas quanto à existência de DEUS, porém, o que as intrigam é uma “aparente” incoerência no seguinte aspecto: Como um DEUS que É Amor poderia admitir um lugar elevado ao mais alto nível de sofrimento e extrema miséria como este? Quanto a essa questão, devemos considerar que a justiça também compõe a essência Desse Mesmo DEUS de Amor, e que um dia (reservado exclusivamente e unicamente por ELE) deverá exercer Toda A Sua Justiça sem misericórdia. Também devemos compreender que DEUS não manda as pessoas para o inferno, são elas que se tornam voluntárias por si mesmas; elas escolhem ir com suas próprias pernas. DEUS, além de dar a todos o poder de escolha, também faz de tudo para que não escolham esse lugar; Jesus, enquanto na terra, alertava freqüentemente os seus ouvintes a respeito do inferno, sendo que, dois terços de Suas parábolas estão diretamente ligadas ao inferno e ao Juízo.
   Nas Escrituras, a palavra inferno aparece 53 vezes, enquanto que paraíso, somente 3. É como se DEUS estivesse colocando placas de advertência a cada capitulo lido, enfatizando ao leitor que existe um lugar ruim destinado a pessoas ruins. (O inferno não é um lugar que teve cálculos e planejamentos com o intuito de tortura e castigo eterno, ele é simplesmente um lugar com total ausência de DEUS; a ausência de todos os atributos de DEUS, que mesmo as pessoas mais perversas e profanas desfrutam enquanto vivem sem dar o devido reconhecimento, mas nas portas do inferno, toda Graça lhes serão confiscada. Lá, não terão, nenhuma fagulha de amor, misericórdia ou compaixão). Este lugar está reservado para as pessoas rebeldes e orgulhosas que desafiam a DEUS, e não para aquelas, que mesmo em suas fraquezas buscam a DEUS com todas as suas forças.
   Você pode ter a certeza de que: todas as pessoas que estiverem no inferno, escolheram estar lá. São aquelas que rejeitaram a DEUS E A Sua Graça Em Cristo, e no inferno, conhecerão pela primeira vez a rejeição de DEUS, em respeito as suas próprias escolhas. Os planos de DEUS não podem ser frustrados, por isso, o inferno é necessário. DEUS Tem Em Seu maior propósito, Um Reino Perfeito, onde impera a justiça, o amor em sua plenitude, a paz, a integridade de coração e principalmente: Que Sua Majestade, misericórdia e O Seu Incomensurável Amor com que Nos Amou por Meio De Cristo, sejam reconhecidos por todos. Portanto, em Um Reino Assim não haverá lugar para nada que possa manchar A Sua essência Imaculada, porque onde reina a luz não pode haver sombras de trevas, nem nada que seja ilícito, impuro, profano, falso e de má índole. Porque assim afirmam as Escrituras:

   Nela, (na terra restaurada pós-milênio) nunca jamais penetrará coisa alguma contaminada, nem o que pratica abominação e mentira, mas somente os escritos No Livro Da Vida Do Cordeiro. Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira. Ap.21:27 e 22:15

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Pr. Lázaro cantando com as crianças

                            

   Levar A Palavra de DEUS para uma criança, é um dos maiores investimentos que você pode fazer para o futuro. Vemos diariamente, grandes pregadores através da televisão, rádio e internet, realizando grandes pregações, mas são raros os que se preocupam em ministrar para as crianças; até a matéria de ensino religioso foi retirada das escolas, dando lugar a teoria da evolução, a qual tenta com muito esforço negar a existência de DEUS, mas com que propósito? E quem ganha com isso? Acho que não preciso responder o que é óbvio...
   Se não evangelizarmos as nossas crianças de hoje, não haverá homens nem mulheres de DEUS amanhã, e como consequência disso, não encontraremos mais, pessoas de caráter em um futuro bem próximo;  porque jamais encontraremos em qualquer outro livro, princípios e conceitos éticos e morais como DEUS nos ensina através da Sua Palavra. Princípios como: Amor, respeito, honra e caráter, nenhum livro cientifico poderá nos ensinar, e é isso o que a humanidade mais carece para manter a ordem e o convívio em sociedade.

domingo, 14 de agosto de 2011

Pregadores ou preletores? Evangelistas ou doutores?


   Um dia desses, eu estava conversando com um amigo sobre a assombrosa diferença em relação aos pregadores no decorrer dos séculos; ao abrirmos a bíblia, vimos a Palavra de DEUS vindo a homens humildes como: lavradores, pastores de ovelhas e até pescadores analfabetos; outros, que se vestiam de peles de camelos e se alimentavam de mel silvestre e gafanhotos, que habitavam em desertos, vales, cavernas e matas; e quanto ao fim desses homens? Nem um pouco glorioso para o que este mundo entende como um fim bem sucedido: serrados ao meio, flechados, cosidos vivos, enforcados, decapitados, crucificados e até oferecidos como premio com a cabeça numa bandeja. E hoje o que vemos...?
   Com certeza, nada do que vemos hoje se compara com a realidade da bíblia; pregadores que mais parecem presidentes, com diplomas, faculdades, mestrados, doutorados e etc.; morando em mansões e se locomovendo de jatos particulares... Que contraste assombroso! Então, perguntei ao meu amigo: Se ele visse um homem maltrapido, descalço, de cabelos e barba comprida, caminhando e proclamando a Palavra de DEUS nas ruas de nossa cidade, o que ele pensaria? Então, ele disse que isso havia acontecido há alguns dias atrás, quando conversava com um pregador e “doutor” do evangelho e de repente surgiu um senhor muito humilde e maltrapido dizendo: JESUS É O REI dos reis e SENHOR dos senhores! Então, o tal “doutor” do evangelho que falava com ele, disse que era por existir homens como aquele senhor, que as pessoas não se convertiam ao evangelho.
   Como um homem assim pode falar de JESUS, que exerceu a humilde profissão de carpinteiro, vestia-se de humildes trajes e calçava sandálias em ruas de terra, que comia com pecadores e abraçava os leprosos, que ensinava as crianças e calava os doutores, e concluiu seu ministério pregado numa cruz?
  Que todos nós possamos refletir sobre o profundo amor e  humildade do nosso Mestre JESUS, e trazer essa realidade para as nossas vidas, para poder enxergar as pessoas alem das aparências e entendermos que estamos na mesma condição diante de DEUS. E quem não toma sua cruz e vem após Mim não é digno de Mim. MT.10:38

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Você conhece o contexto no qual está inserido?


  Aparentemente tudo parece estar correndo normal no que diz respeito à vida humana, exceto o crescimento da violência e da população mundial; mas estaria de fato tudo normal? Talvez sim... Para quem não pode enxergar alem do que os seus olhos podem ver. A grande verdade é que estamos inseridos num contexto de batalha; estamos literalmente em meio a uma guerra espiritual.
  A grande maioria das pessoas não dá a importância necessária que o mundo espiritual exige, tornando-se assim, alvos fáceis nesse campo de batalha. Batalha que começou ainda antes da criação humana, quando lúcifer (do latim = condutor de luz) movido pelo orgulho, se rebelou contra DEUS, sendo conseqüentemente expulso do Céu com seus anjos e lançado para a terra; e hoje, querendo ou não, estamos inseridos nesse contexto.
  Se você está pensando em não se envolver, porque isso não é problema seu, saiba que você já está envolvido desde que passou a existir. Não pense que você é esperto o bastante para vencer na força do seu próprio braço; como já vimos: Essa batalha é espiritual e o inimigo desenvolveu muito bem a sua capacidade de destruição durante milênios na prática do mal; isso, porque tem se utilizado de métodos um tanto quanto “imperceptíveis” aos nossos olhos.
  Hoje, no século XXI, o inimigo tem se utilizado de todos os meios disponíveis para fazer vitimas; na sua astucia, ele atrai suas vitimas pelos sentidos, colocando diante dos seus olhos coisas ilícitas com a idéia de que hoje tudo é normal; também, através do seu paladar, fazendo-lhe comer e beber coisas que DEUS nos proibiu, exatamente como fez com Eva no principio; age também, através da sua audição, fazendo-lhe ouvir coisas abomináveis e lhe passando a sensação de alegria; também age através do seu falar, lhe fazendo dizer coisas que desonram a DEUS o tempo todo... E ainda há muitos outros meios pelos quais ele faz suas vitimas.
  Eis a grande verdade, que estamos em meio a uma guerra e devemos escolher em que exercito queremos estar. Porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de DEUS, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis. Estai, pois, firmes, cobrindo-vos com a verdade e vestindo-vos da couraça da justiça. Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz; embraçando sempre o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do inimigo. Efésios 6:12-16

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Testemunho de Paul Washer

                            

   Esse testemunho pessoal de Paul Washer é tremendo! Desiludido com a vida e sem nenhuma esperança por causa da morte de seu pai, Paul Wsher se entregou totalmente ao vicio do alcool; e, em uma noite, depois de ter bebido quase até a morte, eis que um homem bateu em sua porta e lhe falou sobre JESUS... A partir daquele momento, a vida de Paul Washer nunca mais foi a mesma!
    E como JESUS falou: Se alguem Me ama, guardará a Minha Palavra; e Meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. Jo.14:23

domingo, 24 de julho de 2011

Paul Washer - Pregando ao ar livre

                           

   Essa pregação é impressionante! Movido pelo ardente entusiasmo das verdades bíblicas, o missionário Paul Washer para em uma praça e começa pregar ao ar livre, sem microfone ou qualquer preparação introdutória ele consegue atrair total atenção do público presente. Que todos nós possamos nos inspirar nesse mesmo entusiasmo, na mesma força e no mesmo espírito em Cristo Jesus! O MUNDO HOJE, CARECE DE HOMENS ASSIM...

sábado, 23 de julho de 2011

De que lado você está?

                                                       

   Sabemos que, assim como existe o estado físico e o metafísico, também existe o mundo natural e o espiritual; mesmo que as pessoas não acreditem, há espíritos maus entre nós, que na realidade são demônios; esses espíritos atuam de duas formas: De fora para dentro (opressão) e de dentro para fora (possessão).
    No caso da opressão, os demônios atuam nos ambientes; tornam esses ambientes carregados e esse peso exerce influencia nas pessoas que se encontram ali e que não tem comunhão com DEUS; esses demônios assediam as pessoas, conseqüentemente essas pessoas passam a desenvolver sintomas como: Depressão, constantes dores de cabeça, preguiça, corpo pesado etc...
   No caso de possessão, os demônios já se apoderaram da vida dessa pessoa; tornam essas pessoas escravas, tendo total controle sobre suas ações e reações, lhes tornando como verdadeiros fantoches; essas pessoas geralmente desenvolvem algum tipo de vicio, também perdem todo o temor e o amor por DEUS, toda e qualquer sensibilidade espiritual; tornam-se desobedientes quanto à vontade de DEUS para suas vidas, e é muito difícil para uma pessoa possessa reconhecer o seu estado, que mesmo sendo escrava ela pensa que é livre.
   Como podemos ver, não importa o quanto conheçamos da bíblia e sim o quanto praticamos; todos que estão longe de DEUS e da prática da Sua Palavra, sem exceção, estão à mercê dos demônios. Diante desses fatos podemos concluir que: OU CAMINHAMOS COM DEUS, OU DANÇAMOS COM O DIABO.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Conheçam a introdução do meu livro


   Caro leitor, é com muita satisfação que vou postar aqui em primeira mão um pouco da introdução do livro que humildemente estou escrevendo; não com palavras de sabedoria humana, para que não se anule a cruz de Cristo; porque a mensagem da cruz não pode parar....
                                                                        Introdução
   O conteúdo do livro aborda assuntos extremamente essenciais para quem tem como foco conhecer a Deus de uma maneira mais intima e verdadeira; pois tem uma grande diferença entre conhecer a Deus de ouvir falar e viver uma vida consagrada na unção e na constante presença dO Espírito Santo. Como já disse o apostolo Tiago: “Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos.” Tg.1:22
   Não podemos ficar indiferentes em relação ao mundo espiritual; Deus é tão real quanto essa folha de papel que você está lendo agora; os anjos são reais, os demônios são reais e o diabo também é real. Hoje, em nosso tempo, há uma grande dificuldade de crer no mundo espiritual; dificuldade de crer em Deus, ninguém quer crer no invisível; por isso tornam-se alvos fáceis e consequentemente vulneráveis as ações demoníacas. O homem do século XXI quer ver para crer, mas se tratando de Deus, a ordem é totalmente oposta, temos que crer para depois ver; porque a fé é a certeza das coisas que se esperam e a convicção de fatos que se não vêem. Hb.11:1
   Jesus, certa vez disse em Seus ensinamentos: conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” Jo.8:32  Então, por muito tempo eu me perguntei: Qual é a verdade que liberta? E a conclusão em que cheguei você conhecerá através desse trabalho. Deus, por intermédio do profeta Oséias disse: O Meu povo morre por falta de conhecimento.Osé.4:6  Mediante essas afirmativas, eu quero vasculhar a Bíblia Sagrada e tentar revelar algumas de nossas falhas, debilidades, deficiências e ignorância em relação as verdades contidas nas Sagradas Letras; ignorância em relação a uma vida com Deus; ignorância que pode nos custar não só a vida do corpo, mas também a vida da alma, nos fazendo perecer por toda a eternidade.
   Se observarmos a nossa volta, veremos que todas as profecias da Bíblia estão se cumprindo; os desastres naturais, terremotos, maremotos, as guerras, fomes, secas, pragas e doenças... Assim como Jesus, há dois mil anos atrás já havia profetizado: “E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; porém tudo isso é o principio das dores.” Mt.24:6,7 e 8  Também podemos observar ao decorrer dos anos, grandes mudanças no comportamento humano; assim como o apostolo Paulo sob a unção do Espírito disse: “nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto o poder.” 2Tim.3:1,2,3,4e5
   Como podemos ver, esse tempo difícil do qual se referiu o apostolo Paulo já chegou e o mundo inteiro jaz no maligno. I Jo.5:19  Por essas e outras infinitas razões, precisamos estar em constante comunhão com Deus; sem Deus não somos absolutamente nada; sem Deus não vivemos, apenas existimos; não podemos ter nada nessa vida sem que Deus nos conceda, porque tudo é dEle; assim como disse o profeta João Batista: “O homem não pode receber coisa alguma se do céu não lhe for dada.” Jo.3:27
   A Palavra também diz que o grande Rei Davi aconselhou seu filho Salomão dizendo: “Tu, meu filho Salomão, conheça o Deus de teu pai e serve-o de coração integro e alma voluntária; porque o Senhor esquadrinha todos os corações e penetra todos os desígnios do pensamento.” ICr.28:9  Nessa passagem, Davi deixa muito claro para seu filho que Deus É Onipotente, Onipresente e Onisciente; sendo assim, Deus certamente conhece todas as coisas e nada acontece por acaso; como também não é por acaso que essa mensagem chegou até você. O céu nesse exato momento está em silêncio, é um momento de expectativa, porque O Espírito Santo está agora Se movendo no mundo espiritual, para que algo muito grandioso aconteça em sua vida.
                                                          Quem quiser ler todo conteúdo terá que esperar a conclusão do livro...

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Converter-se a DEUS... Uma escolha ou uma necessidade?


   Como é intrigante o fato de que a grande maioria das pessoas interpreta o ato de converter-se a DEUS como uma escolha; e muitos ainda julgam ser uma escolha ruim por ser um caminho reto e justo! Mas será que esse ato de converter-se a DEUS é uma opção ou uma escolha como outra qualquer? Por que milhares de pessoas de todas as épocas, etnias e costumes diferentes converteram-se? E por que milhares ainda continuam a converter-se a cada dia? E quanto àqueles milhares que por sustentar essa causa enfrentaram até a morte? E que mistério é esse contido nas Escrituras Sagradas que move essas pessoas? Por que alguém levaria uma “simples escolha” até a morte? Como podemos ver, há muitas perguntas que nos levam a refletir; mas que, na correria do dia-a-dia acabam passando despercebidas.
   A grande verdade é que a bíblia nos revela que o ato de converter-se não é uma opção como outra qualquer, e que passar a observar os caminhos de DEUS não é apenas um estilo de vida como muitos andam pensando por aí. Quando abrimos Esse misterioso Livro, descobrimos que a conversão é uma urgente necessidade; descobrimos que todos debaixo do céu nascem sob condenação; todos nós somos frutos de um pecado original (o pecado de Adão que passou a todos); sendo assim, nascemos condenados pela nossa própria natureza carnal. Portanto, todas as pessoas, independente de sexo, idade, etnia, poder aquisitivo, classe social e nível intelectual, todos sem exceção, se não converterem os seus caminhos a DEUS, todos perecerão.
   Talvez você esteja pensando nesse momento que isso é uma falsa afirmação porque DEUS É Amor; mas é exatamente porque ELE É Amor que entregou O Seu Filho para morrer em nosso lugar; esse fato nos revela o imenso amor de DEUS na mensagem da cruz. Em que, DEUS transferiu a nossa condenação para O Corpo de Cristo; sendo assim, somente se convertermos os nossos caminhos a DEUS e crer que Cristo levou a nossa condenação na cruz é que seremos justificados; caso contrário, permanecemos condenados. Diante desses fatos eu não consigo ver apenas uma opção, mas sim, uma extrema e urgente necessidade de conversão! E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Jo 8:32

                                                                                                                                                                   

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Qual é o seu tamanho?

                         

   Esse vídeo é muito interessante! Além de nos fazer refletir sobre a infinita perfeição de DEUS na criação, ele nos dá uma boa idéia do quanto somos pequenos em comparação ao universo; as vezes ficamos tão focados com as coisas a nossa volta, que não nos damos conta de que estamos em uma pequeníssima esfera que baila na sua sincronia perfeita, suspensa no ar, em meio a outras milhares maiores do que ela! Você se achou insignificante agora? Então saiba que O DEUS que criou todas essas coisas te AMOU de tal maneira, que entregou O Seu Filho Unigênito para que você possa viver eternamente e um dia vê-Lo como de fato Ele É!!!!!

terça-feira, 7 de junho de 2011

Evolução sem redenção



   Como é contraditória a ironia de alguns evolucionistas quando zombam do fato de ter DEUS formado Adão e de uma de suas costelas ter formado Eva; isso porque a evolução humana também nunca foi comprovada; as teorias de Darwin a respeito da evolução humana não passaram de possibilidades e nunca tiveram nenhuma comprovação científica, pois nunca foi encontrado nenhum fóssil meio homem e meio símio, mas sim homem ou símio bem definido.
   E quanto ao homem de Piltdown em 1912? Por cerca de quarenta anos a sociedade evolucionista afirmou ser um ancestral do homem, meio homem e meio macaco e até batizaram de Eoanthropus dawsoni, pois foi encontrado pelo arqueólogo e geólogo amador Charles Dawson; mas que anos mais tarde descobriu-se tratar de uma fraude, por ser um crânio humano com uma mandíbula de orangotango. Também temos a fraude do homem de Nebraska, que de um único dente encontrado reproduziram uma mandíbula, da mandíbula um crânio, do crânio um esqueleto e do esqueleto um corpo; e como se não bastasse, reproduziram até uma fêmea para ele; tempos mais tarde descobriram que o dente encontrado era de uma espécie de porco selvagem.
   E assim, sem nenhuma evidencia da evolução humana, concluímos então, que necessitamos de fé para crer na criação de DEUS, mas também precisamos de fé para crer na evolução humana. O que também não podemos deixar de mencionar é que: O evolucionismo não nos oferece nenhum plano de salvação e nenhuma garantia de vida eterna, ao contrário do criacionismo que em relação ao caos conseqüente do pecado, onde a natureza humana nasce condenada, nos oferece redenção e vida eterna por meio de Cristo; sendo assim, pela própria lógica, se DEUS não existir, os que crêem nEle não perderão nada, mas se DEUS existi, os que crêem na evolução ou simplesmente não crêem nEle, perderão tudo; porque descartaram o único meio de salvação depositando todas as suas expectativas em algo vão que não lhes oferece nenhuma garantia.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Irmão Lázaro e Jonathan (o menino deficiente)


   Esse vídeo é muito bom, quando o cantor e Pr. Lázaro convida Jonathan, um menino deficiente, para fazer uma participação na gravação de seu novo dvd cantando MESMO ASSIM TE LOUVAREI; de fato, para DEUS o verdadeiro louvor vem do coração! 

terça-feira, 31 de maio de 2011

Por você Ele escolheu os cravos


  Muitas vezes quando nos deparamos com determinadas situações em que parece não ter solução, situações em que parece que o céu se fechou para as nossas orações e que DEUS parece estar em silêncio, então nos perguntamos: Será que DEUS realmente me ama? E nesse conflito, muitos questionam até a sua própria existência.
 Mas quando realmente entendemos o Evangelho do Reino, quando compreendemos a mensagem da cruz e reconhecemos a excelência da pessoa de Cristo, então nos deparamos com o amor de DEUS para conosco; quando realmente entendemos que Cristo tinha o universo em Suas mãos, mas que escolheu os cravos ao ser pregado num madeiro em nosso lugar, então nada mais importa, pois essa Graça nos basta!
  Jesus Cristo É a expressão do amor de DEUS pela humanidade; DEUS Se fez Homem e naquele madeiro deu a Sua vida por amor de nós. Dificilmente alguém morreria por um justo, mas Ele Se entregou por todos sem fazer acepção de pessoas; isso sim é AMOR!

  Mas Ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que hoje nos trás a paz estava sobre Ele, e pelas Suas pisaduras fomos sarados. Is.53:5

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Jesus realmente É digno de honra!


   O que aconteceu com a humanidade? A grande maioria das pessoas não dão a mínima para o significado da vida e o que ela realmente representa; o egoísmo e a avareza são as únicas coisas que predominam nos corações. Como uma pessoa que não se importa nem com si mesma se importará com o seu próximo? As pessoas estão cegas pelos cuidados deste mundo e não sabem que caminham para um abismo sem fim. Não sabem de onde vieram e não se importam para onde vão! Vivem por viver... Como moribundos vagando sem rumo em um cenário de assolação, como num cemitério cheio de carne e ossos podres cheirando mal.
  Obviamente, uma pessoa que não percebe esse estado deplorável em que se encontra, nunca verá a importância da Pessoa de Cristo para sua vida! Às vezes me pego imaginando o que DEUS deve sentir ao olhar para a humanidade? Humanidade que Lhe esqueceu, que Lhe nega o tempo todo, que zomba e profana O Santo Sangue derramado; humanidade pela qual Ele entregou O Seu Próprio Filho! O que você sentiria? O que você sentiria? O que sentiria?
   Graças a DEUS por me fazer perceber quem eu realmente sou! Graças a DEUS pela minha miséria, pela minha insignificância, pelas minhas falhas, fraquezas e imperfeições, para que em minhas fraquezas venha Cristo ser engrandecido e glorificado!
   Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que o seu Senhor, nem o enviado, maior do que Aquele que o enviou. Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes. Jo.13:16 e 17

Poderoso DEUS - David Quinlan



   Creio que este louvor nos dá uma idéia bem esclarecedora do que de fato significa adoração, porque há uma assombrosa diferença entre ser um adorador e ser um cantor gospel ; Jesus nos deixou dito que: Os verdadeiros adoradores adorarão O Pai em espírito e em verdade; porque são estes que O Pai procura para seus adoradores. Jo.4:23  Mas o que podemos observar hoje, é que, a grande maioria dos que se dizem adoradores, na verdade não louvam a DEUS em suas canções, mas apenas cantam para a platéia; estes apenas cantam, nada mais do que isso; porque caíram no laço do passarinheiro ao dar lugar a vaidade, gostam dos aplausos, da fama, do prestigio e ainda se atrevem a receber a glória que deveria ser direcionada para DEUS. Estas pessoas deveriam meditar todos os dias na afirmação que Jesus fez aos fariseus: Nunca lestes: que da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste o perfeito louvor? Mt.21:16

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Paul Washer - Pregação chocante


   Essa pregação de Paul Washer é tremenda para quem não tem problemas em ouvir a verdade, mas talvez para muitos, motivo de escândalo; porque a própria Palavra de DEUS diz: Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. 2Tm.4:3 e 4 

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Jônatas Edwards - O grande despertador do século XVIII


   Jônatas Edwards, com seu famoso sermão: Pecadores nas mãos de um Deus irado, foi considerado um dos maiores vultos em avivamentos na história da igreja cristã. Conta-se que Edwards segurava o manuscrito tão perto dos olhos, que os ouvintes não podiam ver-lhe o rosto. Porém, com a continuação da leitura, o grande auditório ficou abalado. Um homem correu para frente, clamando: Sr. Edwards, tenha compaixão! Alguns se agarraram aos bancos, pensando que iam cair no inferno; outros se abraçaram nas colunas para se firmarem, pensando que o Juízo Final havia chegado.
   Mas, em que podemos atribuir o êxito de Edwards, assim como muitos outros que se tornaram célebres no âmbito cristão? Seria isso tudo, obras de mentes prodigiosas? É certo que não. Quanto a Edwards: O que muitas pessoas não sabem, dessa parte da história geralmente suprimida, é que, imediatamente antes desse sermão, por três dias Edwards não se alimentara; durante três noites não dormira. Rogara a Deus sem cessar: “Dá-me a Nova Inglaterra, dá-me a Nova Inglaterra.” Ao levantar-se da oração, dirigindo-se para o púlpito, alguém disse que tinha o semblante de quem fitara, por algum tempo, o rosto de Deus. Antes de abrir a boca para proferir a primeira palavra, a convicção já havia caído sobre o auditório. Eis o grande segredo de Edwards e de muitos outros nomes em avivamentos.
   Com uma grande comunhão com Deus, esses homens colocavam-se aos Seus pés em oração, com grande clamor e suplicas pelas almas, tornando-se assim, uma ponte entre Deus e os homens.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Quando não há saída


   O que fazer quando nos encontramos em situações que parecem não ter saída? Creio que todos nós em algum momento passamos por este drama; independente do ambiente em que vivemos, de quanto dinheiro possuímos e de quantos diplomas compõe o nosso currículo, todos nós ao longo da vida temos que enfrentar grandes conflitos. Mas o que fazer nessa hora? O que fazer quando chegar o conflito, a duvida, a solidão, o medo ou a desilusão? Jesus tem a resposta: Vinde a Mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim, porque Sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o Meu jugo é suave, e o Meu fardo é leve. MT.11:28-30  Como podemos ver, Jesus fez a promessa e Ele É Fiel e Poderoso para cumprir; porque mesmo na nossa infidelidade Ele permanece Fiel, pois jamais pode negar-Se a Si mesmo. Portanto, lance sobre Ele todas as suas preocupações e anseios mais profundos e creia que Ele pode todas as coisas; Ele É O Filho de DEUS que se fez Homem e habitou entre nós; Ele sabe o que é ser provado, Ele sabe o que é ser humilhado, Ele sabe o que é ser desamparado, Ele sabe o que é ser abandonado, Ele sabe o que é sentir dor, Ele sabe o que nós sentimos e É Poderoso para livrar todo aquele que nEle se refugia.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

A excelência da pessoa de Cristo


  Essa ilustração da mulher adultera, sem duvidas, define o verdadeiro significado do Evangelho e a excelência da pessoa de Cristo; muitas pessoas se iludem ao pensar que poderão alcançar a salvação e a justificação pelas suas obras, por manter uma boa freqüência na igreja, por ter um bom conhecimento bíblico, talvez por ter um anel de mestrado ou até mesmo um ministério, mas não é isso que aprendemos nas Escrituras. A Palavra de DEUS nos revela que somente pela fé em Jesus Cristo é que seremos justificados; de nada importa o nosso nível intelectual, nossa raça, nosso poder aquisitivo, nossas obras de caridade ou devoção religiosa.
 Todos nascemos condenados pela nossa própria natureza, todos carecemos da pessoa de Cristo, todos (assim como a mulher adultera) somos miseráveis, não há mérito algum que possamos alcançar por nós mesmos; tanto o empresário como o mendigo, o pregador e o ouvinte, o famoso e o anônimo, todos, se não depositarem a sua fé naquele que é suficiente para salvar, todos de igual modo perecerão; Por isso, Eu vos disse que morrereis nos vossos pecados; porque, se não crerdes que EU SOU, morrereis nos vossos pecados. Jo.8:24 
   Como podemos ver, Cristo É O Cordeiro de DEUS que tira o pecado do mundo, É O Único e Suficiente Salvador; Ele levou sobre si a nossa condenação, O Justo pelos injustos; Ele pagou o nosso resgate na cruz, mas aquele que é resgatado torna-se escravo do resgatador; se somos por meio de Cristo justificados (pela fé), também dEle somos devedor, o que é salvo deve a vida para Aquele que o salvou, por isso o apóstolo Paulo afirma: Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de DEUS, que me amou e a Si mesmo se entregou por mim. Gl.2:20

segunda-feira, 11 de abril de 2011

A Ira de DEUS - Paul Washer

video

   Eu resumiria o êxito de grandes pregadores, como: Jonathan Edwards e Paul Washer, em apenas uma palavra: Verdade; porque conforme a afirmação de Jesus em Jo.8:32 a verdade é o que nos liberta. Podemos ver neste vídeo que Paul Washer trás uma verdade que está totalmente explicita nas Escrituras Sagradas, mas que para muitos ainda permanece oculta e é motivo de escândalo; este homem (assim como o grande pregador do século XVIII, Jonathan Edwards) vive a realidade do inferno. 

domingo, 3 de abril de 2011

O jovem cristão pode ou não “ficar”?


   É extremamente assombroso o contraste entre os relacionamentos quando vistos pela perspectiva de DEUS em comparação a dos homens; dentro desse assunto, a mídia tem propagado que o jovem pode fazer tudo o que quiser em relação ao sexo e ao namoro; hoje, no século XXI, os jovens podem “ficar” com quem quiser, como e quando quiser; os conceitos éticos e morais estão esquecidos, e o que é ainda pior: Essa catástrofe tem atingido até o ambito cristão. Alguns dias atrás, eu estava assistindo a um programa jovem em um canal voltado para o público cristão, até o momento em que o pastor que apresentava o programa começou a incentivar a paquera entre os jovens convidados (instigandos a ficarem); então, eu pude ver que, até o que era para ser um “canal cristão” segundo os seus idealizadores, na verdade não era.
   Diante desses fatos podemos entender que DEUS é contra o namoro? De modo nenhum! Quando DEUS criou homem, Ele disse: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea. Gn.2:18  Como podemos ver, partiu da vontade de DEUS que o homem tivesse uma companheira; mas em seguida Ele diz: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne. v:24  Assim, podemos entender que, o que DEUS propõe ao homem e a mulher é um relacionamento sólido, uma aliança alicerçada no amor, no respeito, na cumplicidade e no comprometimento de ambos; então, dentro desse conceito o sexo é tido como uma dádiva.
   Quando olhamos pela ótica de DEUS (em Levítico 18), o que Ele estabeleceu a cerca de relacionamentos, veremos o grau de seriedade com que DEUS trata desse assunto; pois, um homem comete grave pecado quando vê a nudez de qualquer outra mulher que não seje a dele. Mediante todos estes fatos podemos perceber que DEUS nos criou para termos uma união concreta e bem sucedida e não uniões casuais como o mundo nos tem proposto; devemos cogitar e andar nos conceitos de DEUS e não dos homens como nos mostra a Palavra: Jesus, porém, voltou-se e, fitando os Seus discípulos, repreendeu a Pedro e disse: Arreda, satanás! Porque não cogitais das coisas de DEUS, e sim das dos homens. Mc.8:33 Portanto, podemos concluir que: Qualquer relacionamento só será bem sucedido se tiver os preceitos de DEUS como alicerce.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

As leis que regem o universo: Obras de DEUS ou do acaso?



   Ao observarmos no texto abaixo veremos algumas informações que muitas vezes passam despercebidas, mas que são fatos inegáveis, nos confrontando com a idéia de um arquiteto planejando todas as leis que regem o universo. Esse é um exemplo da infinita perfeição de DEUS na criação.
   A terra gira em torno de seu eixo a uma velocidade de 1.600 km/h; se fosse 160 km/h, nossos dias e noites seriam dez vezes mais longos e o calor do verão provavelmente queimaria a vegetação durante os dias, enquanto o que sobrevivesse congelaria durante as noites. A terra foi colocada à distancia certa do sol (cerca de 150 milhões de km) para que tivesse a medida certa de calor; se o sol estivesse mais próximo da terra, obviamente morreríamos queimados. Da mesma forma, a inclinação da terra de 23 graus faz com que ocorram as estações; se não estivesse inclinada, os vapores do oceano iriam para o norte e para o sul, cobrindo os continentes de gelo. Se a nossa lua estivesse a uma distancia de 80.467 km, em vez dos 355.665 a 407.164 km que é a distancia correta, nossas marés cobririam os continentes duas vezes por dia. Se a crosta da terra fosse de 3 m de espessura, não haveria oxigênio e assim não seria possível a existência de vida animal. Se o oceano fosse um pouco mais profundo, o dióxido de carbono e o oxigênio teriam sido absorvidos e não seria possível a existência de vida vegetal. Mediante esses fatos, fica difícil crer que todas essas leis que mantém em ordem todas as coisas possam ser obras do acaso; assim como fica difícil negar a existência de uma grande inteligência trabalhando na criação de todas as coisas.

quinta-feira, 31 de março de 2011

O vazio existencial


   O que significa vazio existencial? Certa vez um amigo comentou que todos nós tínhamos algo como um vestígio do DNA de DEUS (segundo ele), e isso me levou a refletir sobre o assunto; então, encontrei nas Escrituras a seguinte afirmação: Tudo fez DEUS formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem... Ec.3:11  Aqui nessa passagem pude compreender o porque que choramos quando perdemos alguém; pois, todos sabemos que iremos morrer, mas mesmo assim não aprendemos a lidar com a morte; nunca estamos verdadeiramente preparados no momento em que ela chega, mesmo em casos pré-diagnosticados. DEUS não nos criou para morrer, quando criou o homem, Ele o fez a Sua imagem e semelhança para ser eterno e pôs a eternidade no seu coração; mas pelo pecado de Adão a morte entrou no mundo; por isso não aceitamos a idéia de morrer ou perder alguém que amamos. Talvez isso seria o "DNA" de DEUS que meu amigo tentou expressar, mas que hoje entendo como um vestígio de eternidade. 
   Sendo assim, nós nunca nos conformaremos com a morte, porque trazemos em nossa alma o anseio pela eternidade; nós temos sentimentos, temos a capacidade de amar, de nos emocionar, de pensar, compreender e discernir. E isso foi o que entendi por vazio existencial, que todos nós temos esse vazio, mas que só DEUS É capaz de preenche-lo. Há pessoas que tentam preencher esse vazio apostando e concentrando todas as suas expectativas na futilidade do dinheiro, em imagens de pedra ou madeira, na doutrina de uma religião, talvez num amor humano ou em bebidas e drogas, mas em pouco tempo serão decepcionadas e se frustrarão; porque a felicidade verdadeira não é circunstancial, a verdadeira felicidade é plena e somente através de um encontro verdadeiro com DEUS é que podemos obtê-la; assim como disse Jesus: Deixo-vos a paz, a Minha paz vos dou; não vo-la Dou como a dá o mundo. Jo.14:27  Por isso devemos ter esperança na eternidade, porque Aquele que a colocou  no coração do homem É fiel e Poderoso para o fazer; e Ele designou essa eternidade e transformação através do sangue de Seu Filho, assim como disse Jesus: Eu Sou a ressurreição e a vida. Quem crê em Mim, ainda que morra, viverá; Jo.11:25

Criacionismo ou evolucionismo? Ciência ou religião?



   Criacionismo ou evolucionismo? Religião ou ciência? Este, sem duvidas é um dos assuntos mais polêmicos e intrigantes do século XXI; é importante ressaltar que dependemos de fé para crer não só no criacionismo, mas também no evolucionismo; porque todas as teorias de Darwim se basearam em possibilidades e nunca tiveram comprovações científicas. Também podemos observar que o maior triunfo da ciência partiu de cientistas cristãos, o que comprova que  ciência e religião não só podem como deveriam andar juntas.

Cientistas cristãos:
Roger Bacon (1214-1294), foi o precursor do método científico. Ele considerava a Teologia a maior de todas as ciências. Bacon foi o primeiro a reconhecer a existência de "leis" na natureza, ao falar sobre as leis ópticas de reflexão e refração, e seus escritos apresentam o primeiro caso claro de ciência experimental.
Robert Boyle (1627-1691), considerado o fundador da Química Moderna, foi o primeiro a diferenciar mistura de composto e quem originou o que hoje se chama Lei de Boyle.
Issac Newton (1642-1727), é um dos maiores gênios da História e um cristão amante da Palavra de Deus, foi ele quem providenciou uma estrutura matemática para o cálculo dos movimentos de todos os corpos do Universo.
John Flamsteed (1646-1719), criador do primeiro catálogo de estrelas moderno, era um cristão fervoroso, suas observações feitas do observatório de Flamsteed em Greenwich se tornaram o modelo para todos os catálogos de estrelas que se seguiriam.
Stephen Hales (1677-1761), foi o primeiro a levar os métodos da Física para a Biologia. Ele é considerado um dos maiores fisiologistas, químicos e inventores do mundo.
John Bartram (1699-1777), um dos maiores botânicos da História, foi quem explorou as florestas americanas pela primeira vez, classificando praticamente todas as plantas existentes à época no país.
John Mitchell (1724-1793), é considerado "O pai da Sismologia" e o primeiro a considerar a existência de buracos negros, isso cerca de 200 anos antes destes serem descobertos.
William Herschel (1738-1822), descobridor do planeta Urano, está entre os maiores astrônomos da História. Ele construiu o maior telescópio de sua época e foi o primeiro a identificar sistemas estelares binários e que o nosso sistema solar está localizado dentro e na periferia da Via Láctea.
Georges Cuvier (1769-1832), fundador dos estudos da Paleontologia e Anatomia Comparativa, foi, por exemplo, o homem que primeiro dividiu os seres vivos em quatro categorias: vertebrados, moluscos, articulados e radiados.
Michael Faraday (1791-1867), foi o descobridor da indução eletromagnética e fundador da Teoria do Campo Eletromagnético. No século 20, Einstein usaria os conceitos de Faraday para formular a sua Teoria da Relatividade.
Samuel Morse (1791-1872), inventor do telégrafo, era outro cristão fervoroso. Ele dedicou a maior parte de suas finanças à obra missionária e à manutenção de escolas para pastores.
Charles Babbage (1792-1971), criador do computador, era um matemático e inventor com idéias tão avançadas para a época que o governo britânico inicialmente recusou apoiá-lo por não compreendê-las.
Charles Bells (1774-1842) foi o primeiro homem a mapear extensivamente o cérebro e o sistema nervoso. Ele foi o maior anatomista de sua época e um dos maiores da História.
Agassiz (1807-1873), considerado "O Pai da Ciência Glacial", era cristão fervoroso. Suas contribuições na área de Zoologia e Geologia ajudaram a estabelecer o que ficou conhecido como nova ciência da Paleontologia.
George Mendel (1822-1884), considerado "O Pai da Genética", era um monge cristão que se opôs ao Darwinismo.

terça-feira, 29 de março de 2011

Doutrina de Cristo ou dos homens?


   Hoje podemos encontrar milhares de denominações e doutrinas, mas qual delas detém a verdade? Se levarmos em consideração o fato de que toda denominação tem sua doutrina baseada na ideologia dos seus fundadores, também devemos considerar que estamos seguindo doutrinas parcialmente humanas. Muitas vezes nos tornamos vitimas de heresias destruidoras, quando não buscamos as revelações nas Escrituras, mas aceitamos e acreditamos em interpretações humanas, desprezando a ação reveladora do Espírito Santo.
   Assuntos de grande importância como a existência do inferno e a imortalidade da alma são alguns temas bíblicos que mais sofrem distorções em nossos dias. Jesus por Sua vez, nunca fugiu do assunto, antes alertava freqüentemente os Seus ouvintes e era sempre contundente ao abordá-lo; dois terços de Suas parábolas estão diretamente relacionadas ao inferno e ao Juízo. A palavra inferno aparece 57 vezes nas Escrituras, enquanto que a palavra paraíso aparece apenas 3 vezes.
   Por que Deus daria tanto ênfase a um lugar “inexistente” como muitos querem nos fazer crer? É algo a si pensar...
                                                                                              http://www.sitecristao.com/imagensbiblicas/

Testemunho de Paul Washer

video

   Este vídeo é tremendo, Paul Washer é considerado um dos últimos pregadores da verdade; suas pregações são sempre impactantes, nunca descarta assuntos como o inferno, o Juízo de DEUS e a redenção através do sangue de Cristo. Podemos sentir um pouco da sua entrega neste testemunho, percebendo que este homem realmente vive no amor sacrificial de Jesus.
   Que todos nós, que nos consideramos cristãos, possamos refletir sobre este vídeo e trazer essa mensagem para a nossa realidade; que possamos nos auto-examinar, não segundo os nossos conceitos e critérios, mas segundo a Palavra de DEUS, porque ela diz: Há aqueles que são puros aos próprios olhos e que jamais foram lavados da sua imundícia. Pv.30:12
                                                                                 http://www.voltemosaoevangelho.com

O significado da cruz


   Hoje podemos encontrar "grandes pregadores" os quais são convidados para pregar (e muitos cobram para esta obrigação) a auditórios de 15 a 20 mil pessoas ou mais; pregam mensagens motivadoras, a ponto de arrancar do auditório total atenção por cerca de horas, mas na maioria das vezes não mencionam uma unica vez o nome de Jesus; usam como tema eventos do Antigo Testamento como: Os sonhos de José, A libertação do Egito, A passagem pelo Mar Vermelho, Gideão e os trezentos, a unção de Davi e etc... Mas acabam ignorando o principal e maior evento de todos: A redenção através do sangue de Cristo; é como se Jesus não existisse; esquecem que toda as Escrituras foram inspiradas por DEUS para anunciar O Messias: Jesus.
   Mas isso já estava predito: A pedra que os construtores rejeitaram, essa veio a ser a principal pedra, angular e: Pedra de tropeço e rocha de ofensa. São estes os que tropeçam na Palavra, sendo desobedientes, para o que também foram postos. 1Pd.2:7 e 8  Como podemos ver a mensagem da cruz não tem sido pregada por aqueles que deveriam, e que acabam caindo no laço do passarinheiro, por ter o sangue dos seus ouvintes caindo em suas mãos.

segunda-feira, 28 de março de 2011

O verdadeiro evangelho


  O que aconteceu com o evangelho de Cristo? Hoje temos mais igrejas do que bares e as coisas nunca estiveram tão desordenadas em relação ao cristianismo. Cristianismo, até o significado real dessa palavra foi corrompido; se pesquisarmos em nossas comunidades, 80% das pessoas afirmarão ser cristãos, mas de fato essas pessoas nunca foram transformadas verdadeiramente e continuam a fazer coisas que DEUS ODEIA.
  Essas pessoas fazem coisas que contrariam tudo o que nós sabemos sobre o fruto do espírito (ver Galatas 5:22) e se dizem cristãos. O que é ser cristão? Deveríamos nos fazer essa pergunta diariamente até entender que ser cristão é ser seguidor de Jesus e não dos homens e suas doutrinas; se levarmos em conta que cada denominação leva a ideologia de seus fundadores, também devemos considerar que estamos seguindo doutrinas parcialmente humanas e Jesus disse: Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. Mc.7:7